List

Assunto: Assunção do Cargo de Comandante da Marinha

A emoção que aflora neste momento certamente só é comparável à grande responsabilidade que, com serenidade, recebo. Para quem, por 44 anos, sempre vislumbrou na Marinha uma desafiadora carreira, na qual são cultuados os princípios morais, a ética, o profissionalismo e o amor à Pátria, passar a comandá-la faz sentir-me orgulhoso e extremamente motivado.

Sou, portanto, reconhecido à Presidenta da República e ao Ministro da Defesa e julgo ser um dever empenhar-me inteiramente para corresponder a este ato de confiança. Registro, honrado, a presença do Ministro, Dr. JAQUES WAGNER, presidindo a cerimônia e valho-me da oportunidade para expressar a Sua Excelência minha permanente disposição de, no trato dos assuntos da Força, trabalhar em harmonia com todos os setores do Ministério, notadamente o Estado-Maior Conjunto e a Secretaria-Geral.

Faço menção especial às Forças coirmãs, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira, aqui representadas por seus Comandantes, reafirmando o desejo de racionalizar esforços, complementar capacitações e buscar soluções conjuntas para cenários e hipóteses de emprego muitas vezes de difícil previsibilidade, criados por um ambiente multifacetado e que exigirá aprimorar a interoperabilidade.

Se a dimensão e complexidade do cargo que ora assumo, com o compromisso de zelar por um legado de valores e tradições centenárias, exigem permanente dedicação, concito aqueles que formam a Instituição a, irmanados, me apoiarem, para superar as dificuldades nesta singradura. A vocês, marinheiros, fuzileiros navais e servidores civis, dirijo minhas palavras iniciais de entusiasmo, otimismo e crença.

Entusiasmo porque servir à Marinha foi uma escolha voluntária e fascinante de todos nós. As inúmeras e diversificadas tarefas que somos chamados a desempenhar e que exigem o máximo de cada um, nos proporcionam, em troca, insuperáveis sentimentos de realização e de vitória.

Otimismo porque, frente ao enorme potencial dos homens e mulheres que passo a comandar, não há obstáculos intransponíveis. Ao enfrentá-los, reforço que a hierarquia e disciplina, princípios basilares da vida militar, devem ser respeitados integral e incondicionalmente.

E Crença na enorme importância da Marinha para o Brasil e para a construção de um futuro com o qual todos almejamos. Acredito que, a par de algumas outras condições favoráveis, o poder dissuasório representado pelo preparo de nossas Forças tem sido uma das principais razões para estarmos desfrutando do mais longo período de paz de nossa história, caracterizado pelo encaminhamento diplomático das controvérsias. Vislumbro no mar e nas águas interiores um caminho de aproximação e cooperação com as demais nações e de acesso a longínquos rincões do vasto território nacional, permitindo a presença do Estado nessas regiões. Esse é nosso ambiente operacional, um grande patrimônio por zelar e defender. Ele requer uma Força Naval moderna, equilibrada e balanceada, com meios navais, aeronavais e de fuzileiros navais aprestados, compatíveis com a inserção político-estratégica no cenário internacional e, em sintonia com os anseios da população brasileira, aspectos que, desde já, continuaremos a perseguir.

Devemos, todos os que servimos à Marinha, lembrar-nos sempre que a sociedade, a qual faz enormes sacrifícios para manter a estrutura governamental, aí incluídas as Forças Armadas, adquire, cada vez mais, consciência que pode e deve cobrar da administração pública padrões elevados de desempenho. Assim, torna-se imperioso que todos as nossas Organizações Militares busquem, com inquebrantável persistência, a máxima eficiência no cumprimento de suas atribuições.

Por outro lado, considero ser um dever, como Comandante da Marinha, apresentar ao Sr. Ministro da Defesa, sempre com lealdade e sinceridade, as dificuldades e necessidades da Força para bem atender o que o Brasil de nós espera. Lembremo-nos que a nós marinheiros não será dado o direito de, sob qualquer pretexto, alegar que não estamos prontos quando a Nação vier a nos convocar para garantir a salvaguarda de sua soberania e de seus interesses no mar.

Sou profundamente grato, assim como toda a Força, ao Almirante-de-Esquadra JULIO SOARES DE MOURA NETO, cuja consistente atuação de quase 8 anos como nosso Comandante, proporcionou à Instituição novas dimensões estratégicas.

Assumo o timão encontrando uma Marinha organizada, com rumos bem traçados.

Não há necessidade, e este é o momento de asseverar-lhes, de mudanças no regime de máquinas ou guinadas fortes. Assim, permanecem em vigor todas as ordens emanadas de meu antecessor!

Prezado Alte Moura Neto! Leve com Vossa Excelência o reconhecimento pela forma dinâmica, pormenorizada, enérgica e sempre presente com que liderou sua tripulação e como conduziu os relevantes projetos que nos impulsionam.

Ao presenciar seu pavilhão sendo arriado, e recebendo as honras de despedida, desejamos que o futuro reserve novos e instigantes estímulos a esse autêntico marinheiro e digno brasileiro. Seja muito feliz!

Da mesma forma, agradeço à Sra. SHEILA, nossa querida Diretora Nacional das Voluntárias Cisne Branco. Externo, em nome da Família Naval, o reconhecimento, pelo trabalho abnegado de coordenação e integração das atividades que proporcionaram educação, cultura, entretenimento e assistência social complementares aos militares, civis e seus dependentes.

Nesta significativa cerimônia, vejo presentes ex-Ministros e ex-Comandante da Marinha, que muito me distinguem ao deslocarem-se até Brasília, e cuja visão e comprometimento me servem de exemplos.

Vejo também, bem próximo, neste palanque principal, meus pares do Almirantado, a quem manifesto a certeza que a amizade e o respeito mútuo desenvolvido ao longo de décadas de convivência profissional permitirão um trabalho harmônico e em equipe na alta condução da Marinha.

Vejo ainda os Embaixadores acreditados no Brasil; Ministros de Estado; ex-Ministros de Estado; Ministros do Supremo Tribunal Federal; Parlamentares; Comandantes das Forças; Chefe do Estado-Maior Conjunto e Secretária-Geral do Ministério da Defesa; membros dos Alto-Comandos; Ministros do Superior Tribunal Militar e de outros tribunais Superiores; Chefes Navais de ontem; Oficiais Generais; Membros do Poder Judiciário e do Ministério Público; Adidos Militares; representantes da indústria de Defesa e da comunidade marítima; soamarinos ; amigos; companheiros de outras jornadas e colegas da querida turma Esperança.

Todos, aos quais não tenho a pretensão de nominar, abrilhantam a cerimônia e reforçam o valioso estímulo que tanto me ajudará.

Por fim, vejo meus queridos familiares e, em seus corações, vejo o meu saudoso pai, exemplo inspirador de amor pela Marinha, integridade e humanidade.

Ao encerrar, peço a Deus que continue a proteger a nossa Instituição, iluminando minhas decisões e conferindo-me ânimo e serenidade para bem cumprir todas minhas atribuições, bem como abençoe as nossas tripulações e guarde seus familiares quando de suas ausências para defender os interesses do País.

VIVA A MARINHA! TUDO PELA PÁTRIA!

EDUARDO BACELLAR LEAL FERREIRA

Almirante-de-Esquadra

Comandante da Marinha

  Posts

October 6, 2017

Dia dos Veteranos da Marinha

A Marinha do Brasil, a partir deste ano, celebrará o dia 10 de outubro como sendo o Dia dos Veteranos […]

December 10, 2015

33º Aniversário da Convenção da ONU sobre o Direito do Mar ( Convenção da Jamaica)

A Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar (CNUDM), frequentemente referida pelo acrónimo em inglês UNCLOS (de United […]

December 8, 2015

21º Aniversário da Base de Fuzileiros Navais da Ilha do Governador

A Divisão Anfíbia teve sua origem, em 22 de abril de 1957, com a criação do Núcleo da 1ª Divisão […]

December 5, 2015

92º Aniversário da Diretoria do Pessoal Militar da Marinha

A Diretoria do Pessoal Militar da Marinha (DPMM) é uma Organização Militar da Marinha do Brasil. Criada em 5 de […]

December 4, 2015

40º Aniversário do Navio – Patrulha Fluvial Rondônia

O NPaFlu Rondônia (P-31) é uma embarcação da Marinha do Brasil, da Classe Roraima, que exerce a função de navio-patrulha […]

November 30, 2015

3º Aniversário do Navio Patrulha Oceânico Apa

O Navio-Patrulha Oceânico “APA”, que participou pela primeira vez da Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano […]

November 30, 2015

45º Aniversário do Navio Patrulha Piratini

O NPa Piratini (P-10) é um navio da Marinha do Brasil, da Classe Piratini, que exerce a função de navio-patrulha. […]

November 28, 2015

25º Aniversário do Navio Desembarque -Doca Ceará

O Navio de Desembarque Doca Ceará, é o quinto navio da Marinha do Brasil a ostentar esse nome em homenagem […]

November 27, 2015

40º Aniversário da Comissão de Desportos da Marinha

DECRETO Nº 76.685, DE 27 DE NOVEMBRO DE 1975. Cria a Comissão de Desportos da Marinha, e dá outras providências. […]

November 27, 2015

84º Aniversário da Diretoria de Ensino da Marinha

A Diretoria de Ensino da Marinha (DEnsM), com sede na cidade do Rio de Janeiro, RJ, foi criada pelo Decreto […]