Contextualização e identidade da SOAMAR BRASIL em Portugal

1 – Identidade da SOAMAR – BRASIL em Portugal

O início da Comissão Instaladora da SOAMAR BRASIL em Portugal
Em 14 de Novembro de 2014, durante a XX Convenção da SOAMAR BRASIL, foi deliberado alterar o estatuto de modo a permitir a criação de Representações da SOAMAR BRASIL no exterior.
Assim, da XX Convenção foi deliberado extrato de ata: “Aos quatorze dias do mês de novembro do ano de do is mil e quatorze . na cidade de Vitória-ES. reuniram-se os representantes da SOAMAR- BRASIL e das demais em funcionamento nos Etados e no Distrito Federal, nos termos do Est atuto em vigor. Para deliberarem, dentre outros assuntos. sobre a criação da SOAMAR-BRASIL em Portugal.
Na seqüencia, o Dr. Artur Alexandre Feio de Victoria Candeias, na cond ição de Presidente da Comissão Instaladora da SOAMAR- BRASIL em Portugal tendo a palavra concedida pelo Presidente da SOAMAR –BRASIL proferiu apresentação sobre a proposta de criação, a estratégia de atua ção e o plano de atividades daquela SOAMAR-BRASIL em Portugal.
No dia 10 de Dezembro de 2014 , Dia da Amazônia Azul, reuniu- se, em Assembleia, vários SOAMARINOS
Como resultado foi aprovado o regulamento da Instalação e a eleição de um presidente, dois Vice – Presidentes e dois vogais, e definidas as respetivas funções.

Atividades da Comissão Instaladora

Ao longo de mais de seis meses essa comissão, em especial o Presidente e Vice-presidentes trabalharam no sentido de:
a) Enquadrar a associação e seus fins no sistema legal português – norma imperativa;
b) Criar uma imagem pública da SOAMAR e da Marinha do Brasil que constituísse motivação para os portugueses, desconhecedores na da SOAMAR bem como da missão, dos projetos e missão da Marinha do Brasil;
c) Angariar simpatia de pessoas e entidades públicas e privadas que apoiasse este novo projeto;
d) Cativar pessoas e empresas que disponibilizem recursos financeiros para assegurar a sustentabilidade desta associação, o que se torna difícil dada pela crise europeia refletida em Portugal;
e) Elaborar um projeto de uma SOAMAR – BRASIL em Portugal adaptada ao “modus vivendi” em Portugal, gostos e prioridades dos portugueses, apresentando uma imagem da Marinha do Brasil apropriada que não bélica;
f) Explicar a importância do Atlântico Sul para o Brasil e Portugal e consequentemente a estratégia do Brasil para este novo espaço em que o Brasil se afirma com uma presença crescente.
A Associação

1.1 – Quem somos

Uma Instituição sob a forma de associação, sem fins lucrativos, de duração indeterminada, com personalidade jurídica própria, sujeita á legislação portuguesa.

1.2 – O que fazemos

– Difundir conceitos doutrinários ou culturais relacionados com o desenvolvimento e progresso do Brasil, em particular no que diz respeito a assuntos do mar e vias navegáveis;
– Proporcionar às entidades associadas atualização sobre assuntos do mar e vias navegáveis
– Estimular, no âmbito das comunidades, a implantação de uma mentalidade marítima;
– Cooperar com entidades públicas e particulares na promoção de cursos, estudos, pesquisas e planejamento de interesse da Marinha, sem distinção de raça, cor, religião e posição político-partidária; e
– manter intercâmbio com instituições nacionais ou estrangeiras, congêneres, culturais, de estudos e pesquisas sobre navegação, aproveitamento dos recursos do mar e águas interiores e desenvolvimento de sua tecnologia.

1.3 – Como fazemos

A SOAMAR – BRASIL EM Portugal rege-se por princípios de excelência.
Atuamos através de:

– Conferências e seminários;
– Programas para Jovens;
– Intercambio com as demais SOAMAR;
– Divulgação de informação e temas através de meios virtuais – internet;
– Eventos sócio – culturais comemorativos de datas

1.4 – A visão

A nossa Visão passa por incentivar iniciativas que beneficiem o conhecimento cultural e científico a sociedade onde nos inserimos. Comprometemo-nos a criar valor para os nossos associados, parceiros e comunidade onde nos inserimos,bem como a sustentabilidade associativa.

1.5 Missão

– Implementar a convicção individual ou coletiva, da importância do mar para uma nação e o desenvolvimento de hábitos, atitudes, comportamentos ou vontade de agir para utilizar, de forma sustentável, as potencialidades do mar e vias navegáveis;
– Divulgar e estudar a Amazônia Azul, por isso, e a atuação da Marinha do Brasil para que o território marítimo não seja impactado negativamente pela exploração de seus recursos biológicos, minerais, energéticos e biotecnológicos;
– Estudar a biodiversidade marinha nas regiões, ecossistemas e ambientes;
– Divulgar os projetos da Marinha do Brasil

1.6 – Valores e príncipios partilhados

Como valor:
assume-se a proposição de que:
“O Brasil, a despeito das imensas riquezas emersas em seu vasto território, tem – se conscientizado, cada vez mais, da sua grande dependência do mar”.
Como princípios:
* A Transparência – como meio de garantir uma confiança recíproca;
* Promoção da cultura de responsabilidade e responsabilização no Mar;
* Sustentabilidade dos recursos naturais;
* Subsidiariedade – não intervém em áreas que não sejam sua competência;
* Colaboração e Participação – abertos a todos os que partilham os mesmos valores;
* Diversidade e Respeito Mútuo – Promove a inclusão e integração num plano igualitário;
* Promove a cultura de partilha e solidariedade com base na igualdade e equidade.