List

A Batalha Naval do Riachuelo é considerada um dos maiores triunfos da História das Forças Armadas do Brasil.

O que foi:

A sua deflagração tem a ver com a Guerra do Paraguai, onde o Brasil juntava forças com a Argentina e o Uruguai.

O conflito, ocorrido entre 1864 e 1870, foi resultado de uma série de disputas políticas envolvendo as nações que trafegavam na região do rio da Prata.

A Batalha do Riachuelo foi um dos principais eventos militares ocorridos durante a Guerra do Paraguai.

Aconteceu no dia 11 de junho de 1865, nas margens do rio Riachuelo, um afluente do rio Paraguai (situado na província de Corrientes, Argentina).

História

Esta batalha naval colocou de um lado os paraguaios e de outro os brasileiros. O Paraguai, sem conexão com o mar, queria muito controlar os rios da bacia do Prata, pois significava uma saída para o Oceano Atlântico, ou seja, uma via de transporte de pessoas e mercadorias.

Na fase inicial da guerra, o Paraguai já havia feito importantes conquistas militares, ocupando regiões da Argentina, Mato Grosso e Rio Grande do Sul. Se saíssem vencedores da Batalha do Riachuelo, iriam controlar os rios Paraná e Paraguai e dar um importante passo na conquista do Rio Grande do Sul e do Uruguai.

Desta forma, poderiam fazer comércio com outros países e até receber armas da Europa.

Vitória brasileira na Batalha do Riachuelo

A estratégia paraguaia era boa. Aproveitariam o nevoeiro intenso da madrugada para atacar os navios de guerra brasileiros. Porém, um dos navios paraguaios apresentou um problema e fez com que todos outros chegassem atrasados (9h da manhã) para o ataque, num momento que o nevoeiro já havia passado. Com boas condições climáticas e visuais, as forças navais brasileiras, lideradas pelo Almirante Barroso venceram o Paraguai nesta importante e estratégica batalha.

O fim da batalha

Essa primeira parte do conflito se encerrou após doze horas ininterruptas de combate. Os navios brasileiros recuaram para posteriormente retornarem ao palco de guerra com seis embarcações.

A segunda parte do conflito foi completamente dominada pelos brasileiros, que conseguiram anular o poder de combate dos navios paraguaios e colocar quatro outros navios inimigos em fuga. No fim do dia, as tropas paraguaias foram vencidas e o bloqueio naval dos aliados estava garantido.

Alguns dados da Batalha do Riachuelo:

No início da Guerra da Tríplice Aliança, a Esquadra brasileira dispunha de 45 navios armados Desses, 33 eram navios de propulsão mista, a vela e a vapor, e 12 dependiam exclusivamente do vento.

O Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (Arsenal da Corte) passara por uma modernização em meados do século XIX. Diversos dos navios do início da guerra foram projetados e construídos no País.

Mais tarde, o Arsenal construiu também navios encouraçados para o teatro de operação no Rio Paraguai.

Os navios brasileiros disponíveis antes dessa guerra eram adequados para operar no mar e não nas condições de águas restritas e pouco profundas que o teatro de operações nos Rios Paraná e Paraguai exigia; a possibilidade de encalhar era um perigo sempre presente. Além disso, esses navios, possuíam casco de madeira, o que os tornava muito vulneráveis à artilharia de terra, posicionada nas margens.

– Cerca de 2.500 militares brasileiros combateram na Batalha do Rioachuelo.

Sobre o Almirante Barroso

f1

Francisco Manoel Barroso da Silva nasceu em Lisboa em 1804; veio para o Brasil, com seus pais e a Família Real portuguesa, chegando ao Rio de Janeiro em 1808.Ingressou como Aspirante

Barão do Amazonas

O Chefe-de-Divisão Francisco Manoel Barroso da Silva, depois Almirante e Barão do Amazonas, comandou a Força Naval brasileira que, por sua coragem e capacidade de improvisação, venceu a Batalha Naval do Riachuelo.

O que é Sinal?

O Código Internacional de Sinais é o resultado da necessidade de se uniformizar todos os sinais empregados na comunicação visual e via rádio e passou a vigorar a partir de 1º de abril de 1969. É composto por 26 bandeiras alfabéticas, 10 numéricas, 3 substitutas e um galhardete de código ou reconhecimento. Todas as bandeiras alfabéticas, excetuando-se a letra “R”, significam uma mensagem distinta. Admite-se a combinação de umas bandeiras com as outras sendo lidas do topo para a base. Ademais, as bandeiras estão concebidas de modo a ser reconhecidas mesmo estando parcialmente cobertas.

Sinais de Barroso

No dia 11 de junho de 1865, nas águas do rio Paraná, próximo à confluência do Riachuelo, travou-se o sangrento combate que recebeu o nome do pequeno afluente.
No decorrer da luta, na Capitânia de Barroso, a Fragata Amazonas, foram içados numerosos sinais, transmitindo ordens aos demais comandantes brasileiros.
Dois deles foram especialmente célebres:

“O Brasil espera que cada um cumpra o seu dever”

“Sustentar o fogo que a vitória é nossa”

Anualmente, no dia 11 junho, a Marinha do Brasil comemora o grande feito do Almirante Barroso na Batalha Naval do Riachuelo, ocasião em que são içados nos mastros de todos os navios e organizações de terra os históricos sinais utilizados pelo Chefe Naval durante o confronto.

  Posts

December 10, 2015

33º Aniversário da Convenção da ONU sobre o Direito do Mar ( Convenção da Jamaica)

A Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar (CNUDM), frequentemente referida pelo acrónimo em inglês UNCLOS (de United […]

December 8, 2015

21º Aniversário da Base de Fuzileiros Navais da Ilha do Governador

A Divisão Anfíbia teve sua origem, em 22 de abril de 1957, com a criação do Núcleo da 1ª Divisão […]

December 5, 2015

92º Aniversário da Diretoria do Pessoal Militar da Marinha

A Diretoria do Pessoal Militar da Marinha (DPMM) é uma Organização Militar da Marinha do Brasil. Criada em 5 de […]

December 4, 2015

40º Aniversário do Navio – Patrulha Fluvial Rondônia

O NPaFlu Rondônia (P-31) é uma embarcação da Marinha do Brasil, da Classe Roraima, que exerce a função de navio-patrulha […]

November 30, 2015

3º Aniversário do Navio Patrulha Oceânico Apa

O Navio-Patrulha Oceânico “APA”, que participou pela primeira vez da Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano […]

November 30, 2015

45º Aniversário do Navio Patrulha Piratini

O NPa Piratini (P-10) é um navio da Marinha do Brasil, da Classe Piratini, que exerce a função de navio-patrulha. […]

November 28, 2015

25º Aniversário do Navio Desembarque -Doca Ceará

O Navio de Desembarque Doca Ceará, é o quinto navio da Marinha do Brasil a ostentar esse nome em homenagem […]

November 27, 2015

40º Aniversário da Comissão de Desportos da Marinha

DECRETO Nº 76.685, DE 27 DE NOVEMBRO DE 1975. Cria a Comissão de Desportos da Marinha, e dá outras providências. […]

November 27, 2015

84º Aniversário da Diretoria de Ensino da Marinha

A Diretoria de Ensino da Marinha (DEnsM), com sede na cidade do Rio de Janeiro, RJ, foi criada pelo Decreto […]

November 26, 2015

24º Aniversário do Navio -Tanque Almirante Gastão Motta

O Almirante Gastão Motta foi encomendado pela Marinha do Brasil em 15 de dezembro de 1987. O navio foi lançado […]